Analogia da pedra: movimento por causa e efeito

O universo é infinito e impossível de se localizar. Porque o universo evolui num movimento de expansão e contração. No movimento de expansão, ele desenvolve o mundo exterior, e no movimento de contração, ele desenvolve para dentro de si. Assim ele sustenta sua natureza dual,  e esta também o sustenta, ou seja, um alimenta o outro.

Ao surgir a unidade fundamental de forma espontânea, como um pensamento inconsciente, iniciou o processo de propagação de uma energia eletromagnética, em forma de ondas. Uma direção já implica em dois sentidos. Mas esta propagação  provoca também uma vibração transversal, ou seja, no sentido perpendicular à direção de propagação. E isso dá a idéia do universo ser tridimensional.

Uma imagem disso é uma pedra jogada na superfície de um lago, com águas paradas.
A perturbação na água causada pelo impacto da pedra, causará um movimento de ondas em forma de circunferências com o mesmo centro, que se afastam do ponto do impacto ao centro.

395-32

O surgimento da unidade fundamental inconsciente, de forma espontânea, cria uma reação no espaço de ondas que se propagam expandindo para o exterior. E uma vibração transversal que expande para o interior. Por isso o universo é infinito para dentro e para fora.

Usando a mesma imagem da pedra lançada no lago, a vibração representaria o trajeto da pedra indo ao fundo do lago. Essa vibração é o movimento de contração, de retorno ao centro. E as circunferências na superfície do lago a expansão no meio físico.

Em nossa mente, o cérebro é a formação das circunferências na superfície, mas a psique ou a alma é a vibração no interior do lago, no trajeto da pedra, como na direção da medula espinhal.

O universo sendo infinito, o lago não teria fundo, então a pedra continua caindo infinitamente, mantendo assim sua força de expansão para dentro e para fora.

Isso é o que dá  movimento, vitalizando a unidade dual, o DNA do universo.
E assim como um ser humano, que nasce com uma ordem genética, uma seqüência de DNA, que determinam suas características. Nós somos uma característica na seqüência genética do universo, e o meu universo, esse que me contém, é uma característica no universo acima dele. Assim sucessivamente.

dualidade4

Essa primeira imagem poderia ser uma árvore, um cérebro humano, ou um feto e seu cordão umbilical, um buraco negro.
Os videos abaixo mostram uma supernova e o buraco negro, que ilustram bem a imagem da pedra no lago.

Anúncios

Um pensamento sobre “Analogia da pedra: movimento por causa e efeito

  1. Thank you for the sensible critique. Me & my neighbor were just preparing to do some research

    about this. We got a grab a book from our area library but I think I
    learned more from this post.

    I’m very glad to see such excellent info being shared freely

    out there.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s