Alquimia do espaço psíquico

O universo era uma grande massa negra, forças que se misturavam sem controle, chocando-se uma nas outras, era o Tempo sem organização nenhuma, era uma pedra sem sentido, um orbe imenso e inteiro vagando em nada, indo para lugar algum. Um dia no meio dessa grande massa negra das forças que se chocavam desordenadamente,  formou-se uma energia cósmica, uma luz diferente, uma força oposta às outras, que ao invés de tornar tudo um caos, unia em si mesma uma síntese de outras forças. Mas somente aquelas que tinham forças semelhantes à sua conseguiam se ligar a ela.

Então, em meio a escuridão do espaço começou a surgir a luz, uma grande massa luminosa, um clarão em meio ao obscuro. Essa massa que começou como uma estrela pequena e virou um sol. E apesar dele só unir em si mesmo  forças semelhantes, as outras forças  giravam em sua órbita, pois mesmo sem conseguir chegar perto e se unir à fonte de energia, elas ficavam nas periferias alimentando-se do que era possível sem derreterem no imenso calor e fogo.

Um dia, mais tarde,  surgiu na órbita deste sol, um corpo que se manteve  a uma certa distância segura, conseguindo se manter,  alimentando-se também em outro corpo feito da mesma luz do sol. Esse outro corpo tinha a face espelhada como a lua, e ao ficar face-a-face com a energia do sol, refletia a luz dele  mesmo, do sol, em sentido contrário. E era neste reflexo do espelho,  que o corpo se manteve recebendo de longe a energia alimento do sol complementando seu alimento na luz refletida  do espelho.

Assim como no espaço, a psique se formou em self, o sol em meio a grande massa negra inconsciente feita do Tempo. O Ego, a Terra, o corpo que consegue se manter alimenando-se na luz refletida no espelho. E a consciência como a luz do sol que se reflete no espelho, que é a lua.

As forças desordenadas do caos, são como os impulsos da vontade e do desejo, que fazem os corpos  se moverem de forma caótica, sem sentido. O Amor é a luz, é a energia do sol, a energia de atração e alimento, a energia de  síntese e união de forças  que leva ao  movimento organizado de um Todo, e esse movimento gera a energia da fé, de Deus.

Deus é a síntese do Todo na energia do Amor que alimenta o desejo, a vontade ordenada, ou com um sentido de viver, criando o Tempo eterno e a energia da Fé em seu movimento no Tempo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s