transcendência da alma

O inconsciente é feito de Tempo, no inconsciente pessoal o tempo de muitas  vidas de uma alma, no inconsciente coletivo o tempo que vem desde a época mais remota até nossos dias. No inconsciente existe somente um instinto, inerente à Libido. O sentir e o pensar são gerados nessa energia. No processo  de individuação, a libido concentra os muitos que somos, dividindo-se  em quatro partes, quatro cômodos, criando um centro, que que irá concentrar em seu entorno os padrões da personalidade do eu. Estes quatro cômodos de si mesmo, quando transformados pelo sentimento do amor, une na verdade interior de cada um,  tornando  o uno,  o eu profundo, ou espírito. O espírito controla os temperamentos: fleumático, sanguíneo, melancólico e colérico, que são como os quatro repositórios, padrões de organização, e por isso a individuação completa até o espírito chegando ao estado de paz.  O amor é capaz de transmutar qualquer alma, leva-la a transformações e transcender aos sentidos e aos padrões estabelecidos.
E a libido é o ponto de mutação da alma, onde o amor é o agente nessas mutações.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s