a individuação e o mito de quiron

Quiron na mitologia grega foi um centauro, o deus da cura e da sabedoria.  O indivíduo sobre a constelação de quiron está em processo de individuação.

Na verdade todos nós somos uma parte de quiron.  Nossa cabeça é dividida  em quatro partes, assim como Quiron anda nas quatro patas, mas  quase sempre usamos a cabeça de outros.  Quiron era um deus, que tinha quatro patas de cavalo, que simboliza o instinto, e as asas, nosso eu superior, o self, a parte divina existente em nós, que dá o instinto de movimento. A sua outra metade homem, é a psique humana  com  a inteligência espiritual,  que é  o pensamento individual sobre a verdade, que começa em cada um e termina no todo, isso se estamos ligados ao todo pela energia de atração do amor .  O pensamento de quiron e sua sabedoria é resultado de um instinto de movimento sincrônico,  como o galope de um cavalo. Ou seja a libido,  que são as quatro patas, e que leva ao movimento ordenado pela vontade para a formação de si mesmo, que representa as asas,  tornando o instinto de movimento, entre céu e terra,  que segue a sincronicidade do tempo, o amor  divino que dá unidade às vontades, divino como quiron que era um deus, isso torna a  clareza da verdade, sobre si mesmo e sobre tudo, formando o pensamento único e individual,um indivíduo totalizado.   Seu movimento sincrônico de sentimento e pensamento torna uma alma totalizada e um índivíduo único.

Nesse espaço somos pedaços decepados  de quiron, uns metade cavalo, uns com asa, outros sem, uns sem cabeça, outros com cabeça, e aqui estamos para nossa individuação e como no mito de quiron, que ao ser ferido na coxa dá sua imortalidade à Prometeu, nós ao completarmos nosso caminho até a individuação, nos tornamos quiron e morremos neste espaço para nascer sobre outra forma que nos acomode a energia do nosso pensar e sentir. A individuação é como uma escada de evolução e transcendência da alma.

A libido, as quatro patas,  as quatros partes da nossa psique humana, que  corresponde aos temperamentos do espírito, ou em outros níveis de espaço, as estações do ano, os elementos da alquimia. Estas quatro partes entram em mutação, durante a individuação, tornando quatro em UM, em  si mesmo, que são as asas,  nossa essência divina,  o instinto de  movimento,  ordenado para a formação do próprio pensamento e da verdade de cada um. Quiron é o uno, a união de Eros e Psique, Eros representando a libido, os sentimentos e os desejos, o amor erótico, e a Psique representando si mesmo e o pensamento, o amor que transcende do humano ao divino.

Anúncios

3 pensamentos sobre “a individuação e o mito de quiron

  1. Para homenagear o episódio da morte se Quiron, os deuses gravaram no firmamento a constelação do Sagitário, cuja seta que aponta para cima simboliza a sabedoria.
    Quem olhar para a constelação do Sagitário estará olhando na direção do centro da Via Láctea, que é a galaxia que habitamos, pois é a ela que pertence o Sistema Solar.
    Meu nome é Francisco e, como sou sagitariano, depois dessa pesquisa mudarei meu pseudônimo para Francisquiron. Será uma boa idéia?

    • Depende da importância e do valor que você der ao nome, porém tudo que for para seu progresso, evoulção, se for para transformar num sentido bom, por que não? O julgamento só você mesmo pode fazer sobre o que seja uma boa idéia. De toda forma, agradeço sua visita e seu comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s