Complexo de Édipo …

Não é falso dizer que o Complexo de Édipo é na verdade o Complexo do Amor. Se nos pilares deste complexo estão os desejos pelo pai e pela mãe, é nesse estreito de conexão com o significado e a significância do desejo  nessa relação de amor, é que nos assumimos e nos transformamos para sermos diferentes de nossos pais. O fato do desejo estar em foco é apenas referência a uma tendência de movimento, para onde se direcionam os impulsos.  Ou seja, desejo pela mãe poderia mostrar uma pessoa com temperamento mais colérico, ou poderia justificar, teoricamente, um traço que torna diferente homens e mulheres, se fazendo presente nas características da ânima ou do animus, dependendo do sexo. Mas isso é só uma observação sobre o que este complexo pode nos revelar.
Claro, esse Complexo foi algo imaginado em teoria, mas o essencial é que independente de como ele seja ou exista, é por ele onde passam e se criam todos os sonhos. É certo que o Complexo de Édipo vai muito além de linhas instintivas, ou dos desejos mais primitivos, e até envolver o amor e as sombras sobre ele,  é isso que forma o que se chama de Complexo. Todos os conteúdos que surgem ligados a memórias em torno do desejo, do amor, formando a fé. Conteúdos que se guardam em formas, que se cristalizam por repetição, e sempre carregadas de emoção ou de significados.
O que chamamos de memória é um movimento de formas ou modelos, emoções e significados, tudo ao mesmo tempo, dentro do Complexo de Édipo, onde ele mesmo é também uma forma criada por repetição. De onde se tira que basicamente, ele é semelhante em qualquer pessoa, na sua mais simples estrutura: uma fôrma para o pai, o masculino, ativo, yang, e outra para a fôrma de mãe, feminino, yin, passivo.
Em torno dos dois pólos se cria a nossa dualidade, da nossa alma. E a construção de si mesmo passa pelo Complexo de Édipo, pois é nele onde acontece a separação de grãos, na verdade um movimento psíquico inconsciente, com suas mutações e adaptações, dando forma ao nosso ser. Por isso, poderíamos comparar o que se chama de inconsciente coletivo, com conexões e sincronismo de Complexos semelhantes, repetindo formas essenciais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s