Mito de Eros e Psique – Alquimia dos Complexos

No Mito de Eros e Psique, o amor começa: Os homens veneram e desejam Afrodite. Nesse mesmo tempo o amor é pautado pela relação da Deusa com Eros. Este cenário os que “veneram” a “Deusa”, é um “desejo vazio”, pois o amor está na relação de Eros e Afrodite, que é um arquétipo do Complexo de Édipo.
A Psique por ser tão bela é tratada como Deusa. A psique tem inocência, isso se pode ver pela forma como se dar o casamento de Psique. Eros flecha a si mesmo. A paixão toma Eros, com toda sua inocência.  Ele, que é um menino, se apaixona por psique com inocência. Nesse momento surge o triângulo amoroso, quando ele projeta-se em Psique e casa com ela, seus desejos não se voltaram mais para as ordens de Afrodite, e simplesmente entrega-se a Psique. Eros entrega poder a Psique.   Não revela-se o rosto de Eros , pois o Amor é uma criança, evita-se o espelho, entre a inocência de Psique e Eros, é o desejo inconsciente,  numa repetição do Complexo de Édipo, pois Psique toma o lugar de Afrodite em relação a Eros. A Psique é uma mulher e humana, Eros um Deus.  Não revelar sua face torna Eros sem culpa. Mas o medo impingido a Psique, a leva iluminar a face oculta de Eros. Neste momento, Eros (Com paixão e ferido) isola-se. Enquanto a Psique é posta diante suas provas, porque ganhou poder de Eros, para que se revele de forma verdadeira e espontânea, suas intenções.  Psique ao completar suas tarefas não contempla só o casamento com Eros, ela deseja repetir o prazer, o êxtase, ou a felicidade, sem um desejo obscurecido, a pura intenção ou puro desejo.
Ao separar os grãos, Psique mostra suas ações, e seus desejo, mas quem executa a tarefas são as formigas, que separam cada tipo de grão. Psique mostra sua intenção, e as formigas simbolizam humildade e discernimento. Numa lembrança a modéstia.
Na segunda tarefa, Psique revela paciência e astúcia. Num estado de Quietude. A espera pelo tempo certo de agir, sua paciência e astúcia não carregam uma intenção velada, mas sim sensibilidade. Na terceira tarefa,  Psique tem o seu despertar de consciência. A visão, o foco, a razão. Sua intençaõ se mostra pura. A verdadeira intenção, a verdade no seu desejo. Na quarta e última tarefa na sua ida ao inferno, Psique recebe o tempo de lidar na forma correta com a comiseração, e indulgência. Que por trás de uma intenção sempre se esconde a morte e  transformação, e o medo da morte é  um exemplo de boas intenções que se escondem nos desejos e que enchem o inferno.  Eros quem lhe acorda. O encontro de Eros e Psique novamente num estado de modéstia, em virtude do sofrimento que Eros experimenta enquanto esteve ausente, o Deus vivencia a humanidade de Psique e por isso encontram-se nesse estado de modéstia, primeiro com as formigas, depois com Eros, o inferior e o superior.  Eros volta em busca de repetir  seu estado de “com paixão”, enquanto Psique torna-se pura desejo, o desejo não reprimido, mas com total razão e justiça. Esta última tarefa, a Psique vivencia também o amor maternal no seu desejo por Eros. Ou seja, Psique e Eros se casam porque se complementam, complementam-se como uma idéia redonda e lógica. Como o estado de vazio, um estado de compaixão. Pois compaixão não é sentir a dor do outro, compaixão é um estar vazio de si mesmo. Porque naturalmente o desejo mostra suas intenções, porque nos preenchemos do outro. E esse preenchimento pode ser prazer ou dor. Essa é a redenção do Desejo pela mãe por parte de Eros. E o poder, ligando Psique a figura do pai, por seu próprio ser, no desejo, em sua inocência, retratada na execução das tarefas e superação dos medos, como se subisse degraus, em busca do amor. O amor platônico. O desejo pelo pai ou pelo Pai.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s